Terceirizados fazem manifestação no DPT em Salvador e criticam postura de empresas

Postado em jul 31 2017 - 7:00pm por Jornal da Chapada
suica

O vereador Luiz Carlos Suíca e a coordenadora-geral do Sindilimp Ana Angélica Rabello | FOTO: Divulgação |

Uma série de problemas levou um grupo de trabalhadores terceirizados, ligados ao SindilimpBA, a realizar manifestação no prédio do Departamento de Polícia Técnica (DPT) em Salvador, nesta segunda-feira (31). De acordo com informações, o protesto deve seguir até esta terça-feira (1º) com intervenções e manifestações por quitação de multas rescisórias, direitos trabalhistas e contra a fragmentação dos pagamentos dos vales transporte e refeição.

“É uma crise que afeta os terceirizados em diferentes categorias em toda a Bahia e, dessa vez, estourou no DPT. Os trabalhadores cansados de tomarem calotes das empresas contratadas – que já passaram por lá – entraram em contato com o sindicato e denunciaram que uma empresa nova fragmentou os pagamentos dos vales transporte e auxílio alimentação”, informa o conselheiro jurídico do SindilimpBa, o vereador de Salvador Luiz Carlos Suíca (PT).

Para a coordenador-geral do sindicato, Ana Angélica Rabello, os trabalhadores têm reclamado da falta de diálogo e das constantes quebras de acordos. “Eles fizeram uma paralisação hoje [segunda-feira] e devem seguir durante a semana. O Estado alega que vai pagar as multas rescisórias, mas até o momento não informou como isso será feito. Os trabalhadores estão cansados e, nesta terça, teremos paralisação geral para ter uma solução e evitar mais sofrimento”, completa.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.