Valmir critica cortes de direitos por Temer e volta a defender legado de Lula como presidente

Postado em ago 18 2017 - 9:54am por Jornal da Chapada
foto

Assunção aponta que a única saída para resolver a crise política é uma eleição direta | FOTO: Divulgação | 

A primeira agenda da caravana ‘Lula pelo Brasil’ passou por Salvador como um rolo compressor, arrastando uma multidão. Críticas ao novo modelo econômico, contra as reformas propostas pelo atual governo federal foram compartilhadas pela militância petista durante a inauguração do ‘Memorial da Democracia’, que narra as principais ações dos dois mandatos de Lula. Para o deputado federal Valmir Assunção (PT-BA), membro do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), o ex-presidente “continua sendo o mais querido do país e isso ficou evidente na atividade desta quinta-feira [17]”. Assunção aponta que a única saída para resolver a crise política é uma eleição direta. “Queremos que Lula seja candidato e volte a estabelecer uma política que olhe para o povo, porque o governo do golpista Temer só retira direitos dos trabalhadores, e isenta ricos. Economiza no salário mínimo, mas perdoa as dívidas dos empresários”, salienta.

Lula desembarcou no aeroporto da capital baiana, foi recebido pelo governador Rui Costa e pelo ex-governador e ex-ministro do governo Dilma, Jaques Wagner, e se encontrou com o jovem Everton Conceição, 11 anos depois de ter participado de uma agenda com o ex-presidente em Lauro de Freitas e virado símbolo da campanha de reeleição em 2006. O primeiro dia da caravana ‘Lula pelo Brasil’ também teve uma visita a obras da estação do metrô de Pituaçu, onde ele conheceu as instalações e se encontrou com operários, militantes e políticos. Já na Fonte Nova, participou do lançamento da 3ª fase do Memorial da Democracia, e do lançamento da obra ‘Comentários sobre uma sentença anunciada’. Em seu discurso, o ex-presidente fez um relato das ações realizadas por ele, criticou a liminar que cancelou a entrega de um título Honoris Causa pela Universidade Federal do Recôncavo Baiano (UFRB) e o vereador do DEM, autor da ação, além de narrar momentos importantes da história do Brasil, que começou pela Bahia com inúmeras revoltas contra a Coroa Portuguesa.

“Foi aqui na Bahia, que essa história começou. Aqui teve início a dominação colonial, o martírio dos indígenas, a exploração desumana dos africanos escravizados. Foi também na Bahia, que começou a penar uma heroica resistência de um povo que foi se formando a garantir tantas e tantas origens. Episódios como a Revolução dos Malês, a Conjuração Baiana e a Sabinada são exemplos de luta contra a escravidão e a tirania que marcam a formação do povo baiano. Entre tantos heróis da liberdade que a Bahia deu ao Brasil quero recordar de três mulheres: Joana Angélica, Maria Quitéria, e a negra Maria Felipa”, detalha Lula. Salvador foi a primeira cidade da caravana, que vai até o dia 5 de setembro, no Maranhão. Lula percorrerá de ônibus nove estados nordestinos para conhecer as mudanças que ocorreram durante os governos do PT. Tem agenda do ex-presidente na Bahia ainda em Cruz das Almas, São Francisco do Conde e Feira de Santana.

Confira entrevista de Lula

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.