Chapada: Prefeitura apresenta novidades e lança Calendário Cultural 2018 em Nova Redenção

Postado em fev 27 2018 - 1:40pm por Jornal da Chapada
capa

Entre as novidades anunciadas pelo atual governo, está o resgate de tradições perdidas com o tempo, também pelo descaso do poder público e até mesmo da sociedade civil | FOTO: Divulgação/Ascom |

O Calendário Cultural deste ano do município de Nova Redenção, localizado na Chapada Diamantina, foi apresentado pela Secretaria Municipal de Cultura do ‘Governo da Reconstrução’, no último fim de semana. O evento contou com a presença da prefeita Guilma Soares (PT), do líder político Ivan Soares, secretários municipais, professores, jovens idosos e vários segmentos da sociedade, dentre eles, artistas locais e o grupo Raízes da Terra (idosos do CRAS) que se apresentaram no palco do auditório do Centro Cultural Consuêdes Benevides.

Há muito tempo não se via em Nova Redenção o resgate da cultura local, que durante muito tempo, exatos quatro anos, foi esquecida. Esses tipos de projetos mostram que as manifestações culturais continuam sendo mantidas se houver apoio. O povo cria, participa e protagoniza maravilhas por meio da arte, revelando os seus costumes, tradições, através do talento inspirado na cultura de raiz.

Presidida pela secretária de Cultura Márcia Benevides Oliveira, a exibição do Calendário Cultural 2018 foi um momento em que todos puderam ter a garantia de que os festejos tradicionais, como a Festa de São Sebastião, dos Vaqueiros, de São João, a Sexta da Boa Música, os festivais Municipal e Regional, dentre outros, continuarão a ser realizados com o apoio que merecem.

Das muitas novidades anunciadas, o resgate de tradições perdidas com o tempo, também pelo descaso do poder público e até mesmo da sociedade civil, que em alguns aspectos, tem responsabilidade pelo desaparecimento de algumas, por não passarem o conhecimento adiante, para filhos e netos. Fica garantido também o empenho para trazer de volta os grupos de Terno de Reis, Chula, Samba de Roda, Batuque, Lamentação das Almas e uma das mais belas tradições que havia em Nova Redenção em época natalina, que são os presépios de natal.

foto677

A secretária de Cultura Márcia Benevides comandou o lançamento do Calendário Cultural 2018 | FOTO: Divulgação/Ascom |

Novos projetos também fazem parte do Calendário Cultural, como o concurso de fotografias, mostras de danças, saraus nas praças, criação de biblioteca, cinema nos bairros e no campo, extensão do Projeto Cultura na Escola para o Bairro da Laranjeira (Casas Populares) e comunidade do Peruca, na zona rural do município. A prefeita Guilma, demonstrou seu compromisso e interesse pela cultura do município, falou ao público sobre a riqueza das tradições locais, festas e festejos, o cumprimento da agenda cultural durante o ano e, por fim, elogiou a secretária e sua equipe pelo carinho e responsabilidade em mais um evento cultural.

Para enriquecer ainda mais a noite e alegrar o público ávido por cultura, o Grupo Raízes da Terra apresentou uma dança folclórica, com duas músicas, sendo uma delas composta por um dos membros. Como sempre, arrancaram aplausos da plateia. Os cantadores Domingos e Van, que também são reizeiros, cantaram chula. A cantora local Renata Rodrigues se apresentou, acompanhada do violão do professor Elves do projeto Cultura na Escola.

Já a poesia ficou por conta de Ivan Soares, que declamou ‘Carona de Candidato’, do poeta Zé Laurentino, além da menina Gabriely Pimentel, que recitou o cordel ‘O Cuscuz no Sertão’, de Bráulio Bessa, e do jovem poeta local Ezequiel, que surpreendeu a todos pela beleza e riqueza do poema autoral que ainda não tem título e será ‘batizado’ pelo cantador Ivan.

Convidado a fazer uso da palavra, Ivan Soares, defensor e admirador da cultura popular e cantador da Chapada, falou da satisfação de participar desses momentos culturais. “A manifestação cultural da minha terra é a atividade que me dá mais prazer de participar, porque é quando o povo se manifesta, cria e participa ativamente. O que nós vimos aqui hoje é a mais pura e genuína cultura popular, pois tem um viés muito forte de raiz”, afirmou.

O líder político criticou os meios de comunicação que, com raras exceções, dão as costas para a cultura popular brasileira enquanto que para o que vem de fora, eles dão importância. “Não enxergam a grande riqueza cultural que o nosso país tem em suas várias regiões”, concluiu Ivan, que assim como a prefeita Guilma, saiu do Centro Cultural muito satisfeito com os verdadeiros protagonistas da noite: O povo de Nova Redenção. Jornal da Chapada com informações de assessoria.

Veja mais fotos do lançamento

Este slideshow necessita de JavaScript.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.