CidadesCuriosidadesEditorialMenu Principal
Trending

“Bolsonaro edita ‘MP da Morte’ e volta a afetar trabalhadores em quarentena”, dispara Valmir

Assunção contesta que o governo federal não publicou uma ação sobre auxílio ao povo, só retira direitos, e defende que o Congresso devolva a MP.

Editada na noite do último domingo (22), a nova Medida Provisória (927/2020) do governo de Jair Bolsonaro (sem partido) atinge em cheio os trabalhadores brasileiros durante o período de quarentena. Nesta segunda-feira (23), o deputado federal Valmir Assunção (PT-BA) criticou a medida nomeando-a de “MP da Morte” e disse que “Bolsonaro não tem preocupação com os trabalhadores”. Assunção contesta que o governo federal não publicou uma ação sobre auxílio ao povo, só retira direitos, e defende que o Congresso devolva a MP.

“Essa MP só fala em redução de salário sob a mesma jornada. É um absurdo sem precedentes. O Congresso Nacional tem que devolver ela. No meio da pandemia, Bolsonaro permite que se corte salário de trabalhador em quarentena. Não fala de auxílio algum. Só de corte, isso é surreal. É uma ‘MP da Morte’”, critica o parlamentar petista. Valmir ainda aponta que “estamos numa situação de desemprego e aumento da informalidade. Os que ainda conseguem ser CLT, poderão ter salários reduzidos, ou nem ter salário. Isso tudo no meio de uma pandemia mortal”.

Para o petista, obrigar o trabalhador ir para casa cumprir quarentena sem salário, é condená-lo à morte. “Quem pagará suas contas? Quem alimentará ele e a família? Isso tem de ser revisto. Se a gente não reagir, esse governo vai destruir o Brasil”. A medida possibilita empresários se desfazerem de contratos por até quatros meses, sendo que o trabalhador poderá ficar sem salário todo esse tempo. “Curso online, Deus sabe de que, podendo nem ser remunerado por isso. Numa situação dessas, as pessoas nem as contas poderão pagar, porque não têm auxílio nem para água, luz, gás, de nada”, completa. As informações são de assessoria.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios
Pular para a barra de ferramentas