Fogo na Chapada: Apesar da chuva, novo foco de incêndio é registrado no Vale do Capão

Postado em nov 25 2015 - 11:10am por Jornal da Chapada
foto5

Choveu na terça-feira no Vale do Capão, mas logo depois um novo foco foi registrado na região do Riachinho | FOTO: Meramente Ilustrativa/Divulgação/ACV-VC |

O fogo não dá tréguas na Chapada Diamantina. Com os brigadistas e todos os envolvidos exaustos, atuando há mais de 25 dias nos combates, um novo foco foi identificado na região do Vale do Capão, no município de Palmeiras. Desta vez, o incêndio atinge a área do Riachinho. As informações foram confirmadas na manhã desta quarta-feira (25) pela direção da Associação dos Condutores de Visitantes do Vale do Capão (ACV-VC).

Apesar da chuva de ontem à noite [terça-feira, 24] alguns focos continuam. Nossa brigada está no momento em dois focos sendo eles na Moitinha e outro próximo ao Mixila. Esta operação conta com o apoio de um helicóptero do ICMBio [Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade]”, aponta trecho do boletim emitido à imprensa.

foto5

Fogo ainda afeta área de turfa do Morro Branco | FOTO: Marcela de Marins |

Leia também:
Incêndios na Chapada Diamantina emitem mais de 250 mil toneladas de gases de efeito estufa
ICMBio aponta avanços nos combates aos incêndios no Parque Nacional da Chapada Diamantina
Chapada: Chuva cai no Vale do Capão e anima combatentes; dia foi de trabalho intenso

Conforme dados da ACV-VC, na terça, após a chuva, surgiu um novo foco próximo ao boqueirão do Riachinho, na Serra do Sobradinho. A suspeita é que o fogo tenha sido provocado por um raio, mas a informação ainda não foi confirmada pela brigada do Vale do Capão. “Existe a previsão de chuva para hoje [quarta] no final da tarde, enquanto isso seguem os combates”, diz a direção da associação. Ainda de acordo com a ACV-VC, o fogo segue forte na serra do Sobradinho, onde fica a principal nascente do Riachinho e a nascente que abastece a comunidade de Campina.

foto5

A AVC-VC mantém equipes atuando nos focos da Moitinha, Morro Branco e Mixila | FOTO: Divulgação/AVC-VC |

Entretanto, o chefe do Parque Nacional da Chapada, Cézar Gonçalves, disse ao Portal G1, que é a primeira vez que um incêndio é provocado por causas naturais e não pelo homem. “Houve raios à noite. É o primeiro fogo natural na região. Os outros foram causados pelo homem. O fogo foi controlado na serra e agora estamos fazendo monitoramento para evitar que o fogo avance”.

Há incêndio ainda na área norte do Parque Nacional da Chapada Diamantina, nos municípios de Lençóis e Palmeiras, com uma frente em direção ao Barro Branco. Os focos de incêndio de Mucugê foram considerados extintos após diversos dias de combate,mas há registro de novo foco. Já o fogo no Morro Branco, Vale do Capão, encontra-se controlado, ou seja, existe, mas está contido a uma área. Diversas linhas de fogo foram extintas e os esforços de combate se concentram na área norte, na região conhecida como ‘Sela’ e na área sul, na Serra da Moitinha.

Jornal da Chapada

Leia também:
Mesmo com incêndios, visitação ao Parque Nacional da Chapada Diamantina não está interrompida
Chapada: Brigadistas intensificam ação de rescaldo no Capão; linha de fogo preocupa e ameaça nascentes
Incêndios na Chapada Diamantina podem ter sido provocados de forma criminosa

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

3 Comentários Sinta-se livre para participar desta conversa.

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.