Valmir pede explicação a Aécio sobre concessões em meios de comunicação

Postado em nov 25 2015 - 12:05am por Jornal da Chapada
foot5

Temos agora mais uma denúncia grave, que está infringindo a Constituição, diz Valmir sobre o senador tucano | FOTO: Agência Câmara |

Depois de utilizar o avião do governo do estado de Minas Gerais para ir 121 vezes ao Rio de Janeiro nos finais de semana, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) agora infringiu mais uma vez a constituição. A fala é do deputado federal Valmir Assunção (PT-BA), que fez um pronunciamento, nesta terça-feira (24), cobrando uma explicação sobre as denúncias do Ministério Público Federal (MPF), de que o tucano e outros 39 parlamentares figuram a lista dos congressistas que podem perder a concessão de rádio e TV. “Aécio Neves viajou mais de 100 vezes da capital mineira para a capital carioca e isso não teve repercussão na grande imprensa. Ele ainda achou normal viajar de Minas para o Rio de Janeiro com o avião do Estado aos finais de semana”, aponta Valmir.

O parlamentar petista ainda elencou algumas irregularidades direcionadas ao tucano mineiro, como a denúncia da construção do aeroporto na propriedade de familiares dele. “Temos agora mais uma denúncia grave, que está infringindo a Constituição. É o que a Folha de S. Paulo trouxe em matéria [publicada no final de semana], apontando que, na ação do MPF, Aécio Neves teria declarado ações da empresa Diários Associados S/A, grupo que detém ao menos 10 emissoras de TVs, 12 rádios e 11 jornais no país. Isso é um absurdo porque a constituição brasileira proíbe que políticos sejam donos de meios de comunicação, e a população brasileira precisa saber disso. É preciso que ele diga para a sociedade porquê ele está infringindo a Constituição, mas ele insiste em não dar explicação ao povo, como é do PSDB achar que pode tudo e que nunca vão investigá-lo”, dispara.

Na Bahia, Valmir Assunção lembra que a família Magalhães também é detentora de meios de comunicação, assim como os Sarney, no Maranhão. “Temos de mudar essa realidade. O país não pode ficar à mercê de políticos detentores de ações ou com familiares administrando jornais, rádios, TVs e sites que reproduzem o dia todo a opinião de acordo com os interesses deles e não da população. É preciso atualizar essas informações e a justiça deve iniciar essas mudanças, e punir os envolvidos de acordo com a lei”, completa o petista.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.