Fogo na Chapada: Chefe da brigada do Capão aponta ineficiência do governo e pede ajuda de aeronave

Postado em dez 6 2015 - 4:04pm por Jornal da Chapada
foto5

A linha de fogo segue em direção ao Palmital e já interditou a trilha da Cachoeira da Fumaça | FOTO: Reprodução/Pedro Meza |

As chuvas que caíram na região da Chapada Diamantina amenizaram a situação catastrófica que impactou áreas de preservação ambiental por mais de um mês, mas não foram suficientes para acabar com ocorrências de fogo dentro e fora do Parque Nacional. Neste domingo (6), as chamas voltaram a ficar descontroladas e ganhar proporções, interditando, inclusive, uma das mais procuradas trilhas do Vale do Capão, a da Cachoeira da Fumaça, tanto por cima como por baixo. Ao menos quatro novos incêndios são registrados na Chapada Diamantina, envolvendo localidades dos municípios de Ibicoara, Lençóis, Mucugê e Palmeiras, desde a última sexta-feira (4). O problema maior agora, de acordo com informações apuradas pelo Jornal da Chapada, é justamente no Vale do Capão, onde o chefe da brigada voluntária, Thayron Augusto, aponta para o descaso dos governos com a situação atual.

Questionado sobre o que o governo estadual está ou não fazendo em relação ao combate dos focos atuais, o brigadista diz que precisa urgentemente de uma aeronave que consiga jogar água na linha de fogo que segue rumo ao Palmital, outro ponto turístico da Chapada Diamantina. “O fogo agora está indo em direção ao Palmital, no meio da montanha, o acesso da brigada não dá para chegar lá, os helicópteros que alugaram com esses R$ 7 milhões não carregam ‘bambi’ [bolsão de água]. E o bambi era a única salvação nossa, neste momento, para jogar água no lugar onde a brigada não consegue chegar”, frisa Thayron.

Leia também:
Fogo volta a ficar fora de controle e ameaça residências e trilhas na Chapada Diamantina; Fumaça interditada
Combatente pede investigação e sugere ‘brigada plantonista’ para a Chapada Diamantina

foto5

O chefe da brigada voluntária do Vale do Capão, Thayron Augusto | FOTO: Reprodução/Facebook |

Conforme informações da brigada do Vale do Capão (ACV-VC), os combatentes estão correndo risco de vida ao atuar na serra. “A brigada é voluntária, não pode correr risco de vida, de morrer fazendo trabalho voluntário, e tem lugar ali que a gente não pode colocar nossa brigada, a gente precisa que com estes R$ 7 milhões alguém alugue um helicóptero que carregue o ‘bambi’ para fazer esse trabalho”.

Ainda segundo o chefe da brigada, neste domingo (6) não houve deslocamento de nenhuma aeronave para o combate do Capão. “Eles alegaram que não têm teto para fazer voo com o helicóptero, para deslocar a brigada para combate. O dinheiro investido dava para fazer prevenção para 14 anos, aqui no Parque Nacional. Se tiver algum dinheiro, a gente quer que, pelo menos, alugue um helicóptero para carregar o ‘bambi’, só isso que a gente pede agora, porque estamos cansados, tem um mês e 20 dias de combate a brigada voluntária do Vale do Capão”, completa.

A direção da brigada ainda informa que o pedido de ajuda foi enviado à equipe do governo Bahia, mas que desde a sexta-feira (4) não tiveram um retorno. Conforme a voluntária Cris Mendez, o governo teria apontado para o recebimento das informações, mas não tomou providências imediatas. “Estamos enviando essas informações para o corpo de bombeiros. Estamos aguardando retorno”, teria dito a equipe do governo, afirmando que a (Sema) e o corpo de bombeiros estavam cientes da situação.

Jornal da Chapada

Confira imagens publicadas pela ACV-VC

Este slideshow necessita de JavaScript.

Confira vídeo do fogo na região da Cachoeira da Fumaça gravado por Pedro Meza:

Leia também
Não há motivos para cancelar viagem à Chapada Diamantina, informa associação
Mesmo com incêndios, visitação ao Parque Nacional da Chapada Diamantina não está interrompida
Vale do Capão tem trilhas para cachoeiras e histórias da Chapada Diamantina

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

9 Comentários Sinta-se livre para participar desta conversa.

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.