Chapada: Incêndio criminoso é debelado em Ruy Barbosa e evita tragédia na Serra do Orobó

Postado em dez 9 2015 - 9:23am por Jornal da Chapada
foto5

Os danos não foram significativos por conta dos equipamentos utilizados e da ação rápida dos brigadistas | FOTO: Divulgação/PMRB |

Um incêndio criminoso foi debelado no início da tarde desta terça-feira (8) na Serra do Orobó, na região de Ruy Barbosa, na Chapada Diamantina. A equipe de brigadistas com cerca de 10 voluntários chegou ao local pela manhã, debelou o fogo e ficou fazendo um rescaldo até as 18 horas. Segundo o secretário de Meio Ambiente de Ruy Barbosa, Arthur Francelino, conhecido por Tuca, houve também a participação de quatro funcionários de uma propriedade rural com risco de ser atingida pelo fogo.

Artur, que também é o gestor da Unidade de Conservação pelo Inema da área de Ruy Barbosa a Itaberaba, afirmou ao Jornal da Chapada que o incêndio teria sido criminoso. “Isso por que a área já foi roçada, tem várias propriedades de invasão dentro da própria Unidade de Conservação. No sábado (12) o pessoal vai vir para fazer o monitoramento do desmatamento e também para analisar o risco de fogo”, contou.

Leia também:
Fogo na Chapada: Ibicoara tem duas trilhas para cachoeiras interditadas e combate é intensificado
Brigada alerta para fogo que se aproxima de casas e da área urbana em Lençóis; chamas voltam no Capão
Fogo na Chapada: Fumaça é novamente fechada e mais três atrativos da região têm visitação suspensa
Fogo na Chapada: Presidente da Cifa questiona atuação do corpo de bombeiros e pede presença de major

foto5

O combate envolveu voluntários e evitou danos maiores à vegetação da Serra do do Orobó | FOTO: Divulgação/PMRB |

Segundo o secretário os danos não foram significativos por conta dos equipamentos utilizados e da ação rápida dos brigadistas. “A gente tendo uma estrutura mínima para dar o primeiro combate, muita coisa rende. O problema é que os municípios não estão preparados, ou as brigadas não têm equipamentos ou a capacitação e aí acontece de um foguinho se transformar naquela coisa gigante que perde o controle”, afirmou.

Ele lembra que em 2012 um incêndio que durou 17 dias, consumiu cerca de 800 hectares entre Lençóis e Itaberaba. Mas que àquela época a brigada tinha treinamento do Corpo de Bombeiros e alguns equipamentos, mas não tinha a caminhonete “Ranger como 4×4, nem bombas costais, abafadores, botas, as balaclavas, máscaras, óculos, facões, foices, inchadas, como temos hoje. Além de todo apoio logístico que a Secretaria do Meio Ambiente aqui do município fornece, com alimentação e água mineral”, completou Artur.

Jornal da Chapada

Confira imagens do combate na Serra do Orobó:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Leia também:
Chapada: Brigada critica falta de suporte da prefeitura de Lençóis a voluntários que combatem fogo
Bombeiro é desligado da equipe que atua no fogo na Chapada Diamantina por cobrar diárias
Fogo na Chapada: Encontrados mais dois novos focos de incêndio no Vale do Capão

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.