Rui defende mudança na legislação para ampliar recuperação de patrimônio histórico

Postado em nov 22 2016 - 9:00am por Jornal da Chapada
obras

Rui destacou que, em alguns países, quando um proprietário não faz a manutenção adequada no prédio tombado, perde o seu bem | FOTO: Manu Dias |

A mudança na legislação, obrigando proprietários de prédios tombados a investirem na manutenção e na preservação do patrimônio histórico, foi proposta pelo governador Rui Costa, na segunda-feira (21), durante visita às obras de recuperação e requalificação do Centro Antigo de Salvador. “É importante que nós possamos avançar na legislação, como outros países já avançaram, obrigando os proprietários a fazer a recuperação. Muitos desses prédios são propriedades privadas, que ao longo dos anos não receberam investimentos e manutenção. Por isso, lá fora o nível de conservação dos prédios é bem maior”.

Rui destacou que, em alguns países, quando um proprietário não faz a manutenção adequada no prédio tombado, perde o seu bem. “Ao contrário do que se tenta induzir, lá fora a recuperação de prédios não é sempre feita pelo poder público. A grande maioria é feita pelos proprietários privados. Aqui nós [o Governo do Estado] estamos fazendo as vias públicas, e é importante que, junto, nós vejamos a recuperação dos prédios e casarões, para requalificar o nosso patrimônio histórico”.

O governador também falou da importância da preservação do patrimônio histórico para os baianos. “O Centro Antigo é a nossa alma, a nossa força do Turismo e estamos dando plenas condições para a população de Salvador, de toda a Bahia e de quem nos visita para trafegar e andar em ruas recuperadas e pavimentadas, com o normativo atualizado do ponto de vista de acessibilidade”. Ao todo, o Governo do Estado está investindo R$ 124 milhões no Centro Antigo, com a recuperação de mais de 260 ruas de 11 bairros.

 

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.