#Polêmica: Deputados aliados de ACM Neto livram Temer de ser investigado por corrupção

Postado em ago 3 2017 - 5:32pm por Jornal da Chapada
foto

ACM Neto chegou a informar que o DEM, partido ao qual é filiado, votaria pelo arquivamento da denúncia, assim como os outros partidos que compõem sua atual base política | FOTO: Montagem do JC |

A votação que livrou o presidente Michel Temer (PMDB) de ser investigado pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro teve 17 votos de deputados federais baianos. Em sua grande maioria, os parlamentares que ajudaram Temer são de partidos da base do prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), que instruiu seus correligionários do DEM a votarem pelo arquivamento (veja aqui). Tanto que os democratas votaram em peso para arquivar a denúncia. Neto tem o apoio de Temer para ser pré-candidato a governo em 2018 contra Rui Costa (veja) O PMDB, representado por Lúcio Vieira Lima, também marchou com o governo federal, já o PSDB – mesmo na base de Neto -, teve apenas um voto a favor, o de Imbassahy. Gualberto e Jutahy votaram não. O PTB, de Benito Gama, foi outro que votou pela não aceitação da denúncia.

Dos 39 federais baianos, 21 votaram pelo prosseguimento das investigações, houve uma abstenção, a de Ronaldo Carleto (PP), o que acabou por contribuir para Temer. De acordo com publicação do Bocão News, Carletto pode deixar o PP e ir para o PR, em articulação do deputado Jonga Bacelar (PR), que também votou com Temer (leia aqui). Essa mudança daria força para o PR tentar uma vaga na majoritária de Rui Costa em 2018, com Carletto no Senado. Se isso não for aceito por Rui, o PR tende a ir para a base de ACM Neto. Mas atualmente, o PR da Bahia marcha com o governador petista, com a indicação do secretário de Turismo, José Alves. Antes da votação, o Rui chegou a publicar vídeo colocando o cargo à disposição para pedir eleições diretas (aqui). Confira aqui como votou cada parlamentar ou veja a lista abaixo.

Jornal da Chapada

Parlamentares a favor de Temer:
Antônio Imbassahy (PSDB)
Arthur Maia (PPS)
Benito Gama (PTB)
Cacá Leão (PP)
Cláudio Cajado (DEM)
Elmar Nascimento (DEM)
Erivelton Santana (PEN)
João Carlos Bacelar (PR)
José Aleluia (DEM)
José Carlos Araújo (PR)
José Rocha (PR)
Lúcio Vieira Lima (PMDB)
Márcio Marinho (PRB)
Mario Negromonte Jr. (PP)
Pastor Luciano Braga (PRB)
Paulo Azi (DEM)
Roberto Brito (PP)
Ronaldo Carleto (PP) – abstenção, o que favoreceu Temer

Deputados que disseram não à corrupção de Temer:
Afonso Florence (PT)
Alice Portugal (PCdoB)
Antônio Brito (Podemos)
Bacelar (Podemos)
Bebeto (PSB)
Luiz Caetano (PT)
Daniel Almeida (PCdoB)
Félix Mendonça Jr. (PDT)
Fernando Torres (PSD)
Irmão Lázaro (PSC)
João Gualberto (PSDB)
Jorge Solla (PT)
José Nunes (PSD)
Josias Gomes (PT)
Jutahy Magalhães Jr. (PSDB)
Nelson Pelegrino (PT)
Paulo Magalhães (PSD)
Sérgio Brito (PSD)
Uldurico Jr. (PV)
Valmir Assunção (PT)
Waldenor Pereira (PT)

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.