Chapada: Estudantes de Morro do Chapéu produzem mudas nativas para reflorestamento da região

Postado em jan 19 2018 - 12:35pm por Jornal da Chapada
foto1

O viveiro, de 12 metros de comprimento, conta com aproximadamente 5 mil mudas de espécies de plantas nativas da região | FOTO: Divulgação/SEC |

Os estudantes do Centro Territorial de Educação Profissional da Chapada Diamantina II (Cetep), localizado em Morro do Chapéu, na Chapada Diamantina, estão produzindo mudas nativas para reflorestamento de matas da região. A iniciativa é fruto de uma parceria com a empresa de energia renovável Enel Green Power, que recentemente implantou um viveiro de mudas na unidade de ensino. O viveiro, de 12 metros de comprimento, conta com aproximadamente 5 mil mudas de espécies de plantas nativas da região, como Angico, Tamboril, Jatobá, Licuri, Pereiro Rosa e outras.

As sementes das plantas são disponibilizadas pela própria Enel Green Power. Depois das plantas crescidas, a empresa as adquire para viabilizar os plantios em áreas da região. Segundo o secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, este tipo de parceria faz parte do cerne do programa Educar Para transformar. “São parcerias como estas que contribuem para dinamizar o ambiente escolar, a partir do incentivo a projetos desenvolvidos pelos estudantes, com foco no social e na sustentabilidade”, afirmou.

foto2

A manutenção do viveiro é feita por dois ex-estudantes da unidade e mais dois estagiários voluntários | FOTO: Divulgação/SEC |

Segundo a diretora do Cetep, Milena Paula de Moura, o viveiro ampliou ainda mais o processo de aprendizado dos estudantes. “Esta parceria é muito importante, pois possibilita que os estudantes vivenciem na prática o que aprendem em sala de aula. Além disso, amplia a possibilidade de estágio com o foco na conscientização ambiental”, disse.

A manutenção do viveiro é feita por dois ex-estudantes da unidade e mais dois estagiários voluntários que, mesmo no período de férias, executam diariamente as atividades no viveiro. Este é o caso de Ariel Mahatman Souza, de 17 anos, que faz o curso técnico em Agropecuária. “Estou gostando muito de cultivar as mudas no viveiro porque saímos da teoria e vamos para a prática de campo e, isso, diversifica o conhecimento porque a Agropecuária é muito ampla”, afirma o estudante.

O técnico em Agropecuária e ex-aluno do Cetep, Jadiel Xavier Santos, 20, é um dos responsáveis por auxiliar os trabalhos no viveiro. “Uma das atividades que fazemos é o processo de quebra de dormência, que é necessário para a germinação das plantas. Também, regamos as mudas duas vezes por dia e adicionamos esterco bovino e material orgânico nas terras”, explica. Jornal da Chapada com informações de assessoria.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.