#Brasil: Prefeitura em Alagoas encontra cápsula contendo césio-137; substância é radioativa e perigosa

Postado em jan 23 2019 - 3:10pm por Jornal da Chapada

O coordenador da Vigilância Sanitária Municipal explica que se a empresa que fez o descarte incorreto for identificada, poderá responder criminalmente por ter colocado a comunidade em risco | FOTO: Divulgação |

A prefeitura de Arapiraca, no estado de Alagoas, informou que uma cápsula de raio-x contendo césio-137, uma substância radioativa extremamente perigosa para a saúde, foi encontrada em um ferro-velho da cidade na tarde desta segunda-feira (22). A cápsula foi recolhida pela Vigilância Sanitária Municipal no bairro São Luiz II, após uma denúncia anônima. Ao ser informado a respeito do risco que corria, o dono do estabelecimento entregou a cápsula, que havia sido retirada de um equipamento de mamografia. Ele, no entanto, não disse como a conseguiu.

O coordenador da Vigilância Sanitária Municipal, Edilson Melo, explica que se a empresa que fez o descarte incorreto for identificada, poderá responder criminalmente por ter colocado a comunidade em risco. “Ela fechada não tem perigo nenhum, mas se tivesse sido aberta, as pessoas correriam risco de contaminação. Conseguimos evitar uma tragédia como a que houve em Goiânia (GO) há 32 anos”, disse Melo.

O incidente citado pelo coordenador ocorreu em 13 de setembro de 1987, quando catadores localizaram um aparelho de radioterapia, semelhante ao encontrado no município alagoano, desmontaram e venderam a um ferro-velho. O pó de coloração azul que ficava no equipamento causou quatro mortes e contaminou, pelo menos, 249 pessoas. Esse ficou conhecido como o maior acidente radiológico do mundo. Jornal da Chapada com as informações do G1AL.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.