Chuvas são registradas em cidades da Chapada Diamantina e incêndios devem perder força

Postado em jan 4 2016 - 9:26pm por Jornal da Chapada
fot5o

Na Chapada Diamantina é a umidade vinda da região Amazônica que deve intensificar as chuvas | FOTO: Divulgação/Prefeitura de Lençóis |

A região da Chapada Diamantina registrou chuvas nesta segunda-feira (4) em diferentes municípios, principalmente naqueles que sofrem há meses com focos de incêndios florestais. Ibicoara, Lençóis, Palmeiras, Mucugê, além de outras cidades, como Itaberaba, Piritiba, Mundo Novo, também registram chuvas nesta segunda. De acordo com a previsão do tempo para a Bahia, as chuvas já são consequência da diminuição de força da massa de ar quente e seco que vinha atuando há várias semanas no estado.

As informações do Inema/Sema dão conta que essa massa continua perdendo força e isso possibilitou, nessas últimas 24 horas, no avanço de uma frente fria, o que resultou no aumento da nebulosidade e, consequentemente, na ocorrência de chuvas em grande parte do Estado. Na Chapada Diamantina é a umidade vinda da região Amazônica que deve intensificar as chuvas, assim como nas regiões Oeste, São Francisco e Sudoeste.

Além dessa frente fria, as temperaturas elevadas e a umidade vinda do Oceano Atlântico, também estão contribuindo para a intensificação das chuvas, principalmente, nas regiões do Recôncavo, Nordeste e Sul. No Norte do Estado, também há previsão de chuvas fortes. Estas, portanto, serão intensificadas pelo calor. Com temperaturas elevadas em toda a Bahia, com máximas variando entre 31°C (na Chapada Diamantina) e 39°C (nas regiões Norte, Oeste e São Francisco) aumentam as chances de que essas chuvas venham acompanhadas de trovoadas, podendo ocorrer a qualquer hora do dia, ou seja, típicas do verão.

Salvador
As fortes chuvas que caíram em Salvador nesta segunda-feira (4) deve continuar pela semana. A previsão é de que a capital e a região metropolitana, onde o céu deverá permanecer encoberto e chuvoso, as temperaturas continuam elevadas, com valores variando entre 24°C (mínimas) e 34°C (máximas), o que possibilita a ocorrência de trovoadas.

foto5o

Telhado de casa desaba e atinge veículos na Federação, em Salvador | FOTO: Reprodução/TV Bahia |

Leia também:
Mais brigadistas chegam à Chapada Diamantina para ampliar combate; chuvas são registradas nesta segunda

Fogo na Chapada: Novos alertas para focos de incêndio em Ibicoara, Mucugê, Lençóis e Palmeiras

Incêndios são controlados e todas as trilhas do Parque Nacional da Chapada Diamantina estão liberadas

Vídeo: Músico baiano homenageia a Chapada Diamantina em canção; confira aqui

Uma das características da estação do verão é a elevação na incidência da radiação solar e, consequentemente, dos Índices de Radiação Ultravioleta (IUV’s). No entanto, por ser um período em que há um aumento na nebulosidade, esta radiação poderá ser filtrada, principalmente, nos dias e nas regiões onde houver maior concentração de nuvens, a exemplo do período entre terça (5) e quarta (6), quando os IUV’s deverão variar de 12 a 13.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), estes Índices estão classificados na categoria “Extrema”, o que requer cuidados quanto à exposição prolongados a radiação solar, principalmente, nos horários das 10 às 16 horas quando os efeitos danosos a saúde são maiores. Assim, recomenda-se o uso de protetor/filtro solar, chapéus, bonés, óculos escuros e roupas leves, o que poderá contribuir para minimizar tais danos. Jornal da Chapada com informações do Inema.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

4 Comentários Sinta-se livre para participar desta conversa.

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.