CidadesCuriosidadesEducaçãoMenu Principal

Chapada: Escola Cultural de Lençóis realiza atividades que fomentam a produção de audiovisual

Estudantes da cidade chapadeira participam de uma série de atividades até o dia 23 de fevereiro | FOTO: Divulgação |

A primeira semana de aulas para os estudantes das unidades escolares que ancoram o projeto Escolas Culturais, da Secretaria Estadual da Educação, foi marcada por muita música, dança, teatro, audiovisual e outras atividades artísticas e culturais. Os estudantes do Centro Educacional Renato Pereira Viana, no município de Lençóis, na Chapada Diamantina, por exemplo, participam de uma série de atividades, iniciadas nesta sexta-feira (15) e que prossegue até dia 23 de fevereiro, envolvendo workshops sobre produção audiovisual e de criação do espaço de cinema na escola.

Também haverá uma oficina formativa para a criação de dois curtas, com o objetivo de incentivar a produção de audiovisuais para fortalecer a história e a identidade cultural da comunidade. A coordenadora do Escolas Culturais em Lençóis, Luciene Cruz, ressaltou que as atividades envolvendo o incentivo à produção audiovisual visa elevar a autoestima dos estudantes e promover o seu protagonismo e sua autonomia. “O audiovisual tem o poder de dialogar com os alunos de uma forma atraente, que eles se identificam. O interessante é que depois dos workshops, eles estarão preparados para a realização dos curtas, que vão representar as suas próprias histórias”.

É o que atraiu a estudante Viviane de Oliveira, 18, 2º ano, ao Escolas Culturais. “Gosto muito da área de Cultura e, por isto, o projeto logo me encantou, embora não o conheça bem já que este é meu primeiro ano aqui no colégio. Mas, pelo que vejo, estas atividades ligadas ao audiovisual nos trazem mais aprendizados e obter novos conhecimentos é algo muito rico para todos nós”. O colega Michel da Silva, 16, 2º ano, também é um entusiasta do Escolas Culturais. “O projeto contribui para despertar na gente os nossos potenciais artísticos e isto é bom para o nosso desenvolvimento e para aprimorar o nosso processo criativo, nos tornando alunos e cidadãos melhores”.

Outras agendas
O Escolas Culturais de Camaçari promove uma nova rodada de exibições do Circuito Luiz Orlando de Exibição Audiovisual, uma iniciativa da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SECULT) em parceria com a Secretaria da Educação do Estado, por meio do Escolas Culturais. O objetivo é difundir a produção baiana no segmento, ampliar o acesso e estimular reflexões e diálogos em torno de temas relevantes, a partir da perspectiva audiovisual.

As apresentações serão nas comunidades do município, nos próximos dias: Cordoaria (16/2), Associação Berimbau das Artes e Tiririca (18/2) e Terreiro Lembá (19/2). Já em Simões Filho, o Escolas Culturais chega no domingo (17), no Terreiro Ilê Asè Ojú Yaomin, onde será exibido o filme “1798 – Revolta dos Búzios”, também em parceria com o Circuito Luiz Orlando de Exibição. A película também será apresentada no domingo, na comunidade de Várzea da Pedra, em Ponto Novo.

O projeto
O Escolas Culturais integra o programa Educar para Transformar e tem como objetivo promover o protagonismo estudantil, além de reconhecer e requalificar a escola como um espaço de circulação e produção da diversidade cultural do Território de Identidade onde está inserida. A iniciativa já envolve 85 unidades escolares, em 85 municípios, potencializando os projetos artístico-culturais já existentes e fomentando novas atividades, sendo resultado de parceria entre as secretarias da Educação, de Cultura (Secult), de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS) e Casa Civil. As informações são da SEC.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios
Pular para a barra de ferramentas